segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Essa tal felicidade.

Hoje vim falar de algo essencial, talvez meio clichê, mas nem por isso menos importante. A felicidade, talvez pudesse defini-la em algumas palavras que ainda num gesto de esperteza inútil resultante de falta de criatividade pudesse buscar no dicionário, mas mesmo não sendo muito boa no assunto, sei que básicamente esse é um sentimento que realmente não existe explicação. Até porque, a origem dele é muito relativa, tão quanto eu mesma já me conformei em desistir de buscar alguma explicação, e simplesmente sentir, afinal, é pra isso que servem os sentimentos. Mesmo que desperte uma curiosidade inusitada, porém humana. Aprendi a me sentir feliz, apesar dos apesares, mesmo que isso custe um certo preço. Mas hoje em dia, eu já não meço esforços, afinal, é pra isso que estamos aqui, pra ser feliz. Seja como for, seja onde for, não deixe que o sorriso do seu rosto vire transparente, independente se faltar, ou sobrar motivos. Deixe que a felicidade se manifeste, e viva pra realmente fazer a diferença, como for, aonde for!

Um comentário:

disse...

Bom, de inicio... É um prazer!... Passei, li, gostei muito doq você escreveu menina!... Parabéns!!