terça-feira, 4 de novembro de 2008

Transparente

Em meio ao tempo, muitas horas queria ser transparente, pra não ser mais um no meio dessa gente: preconceituosa, ignorante, arrogante. Sem relance! Queria passar ao teu lado e ser despercebido, pra não expor o meu medo de ser feliz. Apesar da minha idade, queria pensar e viver como uma criança, que não tem maldade, não tem ganância. Um ser de cérebro ingênuo, que pra isso não exige auto-formação, não exige profissão. Só exige sonhos!

Nenhum comentário: